Regulamento Interno da
MADEIRA Multilingual School

Parte I

Lema, Visão e Missão

Lema: “O brio de aprender, a paixão de ensinar”

Visão: Proporcionar um sistema educativo de excelência internacional que desenvolva cidadãos com consciência global e inspire a excelência académica.

Missão: pretende fornecer uma experiência educacional internacional excelente e continua, a fim de desenvolver jovens curiosos, experientes e atentos que ajudem a construir um mundo melhor e mais pacífico através da compreensão e respeito intercultural.

Princípios

  • Promover a saúde e o bem-estar físico, social, espiritual, mental e emocional de todos os alunos e do pessoal da escola.
  • Estimular o desenvolvimento físico, intelectual, pessoal, social e linguístico de cada aluno.
  • Promover a compreensão internacional através do trabalho conjunto num ambiente intercultural amigável.
  • Usar o Português e o Inglês como línguas de ensino.
  • Aprender Chinês e Russo para desenvolver o multilinguismo.

Objetivos

O nosso programa educacional divide-se em duas fases – o programa dos Infants e dos Juniors (3-11 anos) e o programa dos Seniors (12-16 anos). A escola segue o “Currículo para a excelência”. Na MADEIRA Multilingual School pretende-se:

  • Estudar uma vasta gama de assuntos, incluindo idiomas específicos, baseando-se o conteúdo nas culturas educacionais de todo o mundo.
  • Dar especial ênfase para a aquisição e desenvolvimento da linguagem.
  • Incentivar a aprendizagem de todas as disciplinas.
  • Colocar in foco no desenvolvimento de competências.
  • Proporcionar as bases essenciais nas disciplinas que constituirão um bom começo para a vida futura e que darão uma base sólida para um estudo de sucesso à medida que os alunos progridem – Inglês, Português, Matemática, Ciências, Geografia, Línguas Estrangeiras, História, Drama, Arte e Design, Música, Educação Física e Empreendedorismo.
  • Proporcionar aos alunos oportunidades de planeamento e pesquisa individual e colaborativa.

Igualdade de Oportunidades

  • A escola promove a inclusão de alunos com necessidades especiais.
  • A escola não discrimina os alunos nem professores em termos da sua raça, religião ou crença. 

Organização da escola

O Diretor Geral da escola é o Dr. Sílvio Sousa Santos, o Diretor Financeiro é o Dr. José Gonçalves Vieira e a Principal, Dra Júlia Ladeira Santos, é responsável pelo funcionamento diário da escolar, pela implementação de todas as políticas e procedimentos, e responde diretamente perante o Conselho de Diretores.                                                                                                                                                                   

Equipa de Liderança

A equipa consiste na Principal e coordenadoras– Infants até Junior 5 – Mrs Mafalda Maia Camelo, Junior 6 e Seniors – Mrs Jane Gordon.

Organização académica (grupos de idade/ paralelismo com o sistema português)

Uniforme

Existem dois uniformes, Verão e Inverno, que devem ser adquiridos na MADEIRA Multilingual School.

Uniforme de Verão

Creche: Bata azul e cinza com o logo da escola.

Infants: Polo branco com o logo, meias azuis escuras e sapatos pretos ou azuis escuros, calções cinzentos para os rapazes e vestido cinzento para as raparigas.

Juniors: Polo branco com o logo, meias azuis escuras e sapatos pretos ou azuis escuros, calções cinzentos para os rapazes e saia cinzenta para as raparigas.

Seniors: Polo ou camisa branca com o logo, jeens azuis, sapatos ou ténis.

Uniforme de Inverno

Creche: Bata azul e cinza com o logo da escola.

Infants: Camisa branca com o logo, gravata azul, casaco cinzento, calças cinzentas para os rapazes, vestido cinzento para as raparigas, gravata, meias azuis escuras e sapatos pretos ou azuis escuros.

Juniors: Camisa branca com o logo, gravata azul, casaco cinzento, calças cinzentas para os rapazes, saia cinzenta para as raparigas, gravata, meias azuis escuras e sapatos pretos ou azuis escuros.

Seniors: Polo ou camisa branca com o logo, jeens azuis, sapatos ou ténis.

Nota: O uniforme de inverno pode ser usado durante todo o ano letivo

 

PARTE II – Currículo

Programa -Infants and Juniors 3-12 anos

O programa dos Infants e Juniors foca-se no desenvolvimento integral da criança como investigador, na sala de aula e no mundo que a rodeia. É uma estrutura orientada por 6 temas transdisciplinares de importância global explorados usando conhecimentos e competências derivadas de seis áreas temáticas, bem como as competências transdisciplinares, com grande ênfase na investigação.

 As 6 áreas temáticas identificadas no âmbito dos Programas dos Infants e Juniors são:

  • Línguas
  • Matemática
  • Ciências
  • Estudos Sociais
  • Artes
  • Educação Pessoal, Social e Física

Os seis temas transdisciplinares são:

  • Quem somos
  • Onde estamos no espaço e no tempo
  • Como nos expressamos
  • Como funciona o mundo
  • Como nos organizamos
  • Partilhar o planeta

 

 

O Programa Seniors 11-16 anos

O Programa dos Seniors consiste numa estrutura de aprendizagem que incentiva os alunos a tornarem-se pensadores criativos, críticos e reflexivos. É enfatizado o desafio intelectual e os alunos são incentivados a estabelecer conexões entre os conteúdos lecionados em sala de aula e o mundo real.

Promove-se o desenvolvimento das competências de comunicação, compreensão intercultural e global, qualidades que são essenciais para a vida no século XXI.

O Programa Senior tem por base o conhecimento, as competências e atitudes desenvolvidas no Programa Infants e Juniors.

O currículo dos Seniors consiste em 8 grupos de disciplinas integradas através de 5 áreas interativas que fornecem contextos globais para a aprendizagem. Os alunos irão estudar:

  • Línguas
  • Humanidades
  • Ciências
  • Matemática
  • Artes
  • Educação Física
  • Tecnologias

No último ano os alunos realizam um projeto pessoal independente para demonstrar o desenvolvimento das suas competências e compreensão.

 

Avaliação

A avaliação da escola reflete uma filosofia internacional

  1. A avaliação na escola está de acordo com os requisitos do programa.
  2. A escola transmite a sua filosofia de avaliação, política e procedimentos à comunidade escolar.
  3. A escola utiliza uma gama de estratégias e ferramentas para avaliar a aprendizagem dos alunos.
  4. A escola fornece aos alunos feedback do seu desempenho para que possam melhorar a sua aprendizagem.
  5. A escola regista o progresso do aluno de acordo com a filosofia de avaliação do programa.
  6. A escola transmite o progresso do aluno de acordo com a filosofia de avaliação do programa.
  7. A escola analisa os dados de avaliação para informar os professores e os alunos.
  8. A escola oferece oportunidades para os alunos participarem e refletirem sobre a avaliação do seu trabalho.
  9. A escola tem sistemas em vigor para garantir que todos os alunos possam demonstrar a consolidação da sua aprendizagem através da realização nos Infants, Juniors e Seniors do seu projeto pessoal.

No final de ano é efetuado o registo segundo o esquema que se segue numa escala de 5 pontos, de A + (Excelente) a E- (Medíocre). Se um estudante obtém menos do que C em três ou mais disciplinas (todas as disciplinas incluídas), não transita de ano.

A+ 95% – 100%
A 85% – 94%
A- 80% – 84%
B+ 75% – 79%
B 65% – 74%
B- 60% – 64%
C+ 55% – 59%
C 45% – 54%
C- 40% – 44%
D+ 35% – 39%
D 25% – 34%
D- 20% – 24%
E+ 15% -19%
E 5%  – 14%
E- 0% –  4%

Procedimentos

 

Conduta do Aluno

 

Ao aluno, deve ser sempre exigido um comportamento civilizado. Devem aprender a respeitar-se uns aos outros, respeitar os adultos e respeitar o equipamento escolar.

Início do dia

  • Os alunos devem brincar/esperar apenas no recreio coberto e devem manter os seus sacos, etc com eles. Não podem permanecer noutro lugar dentro da escola (até J5).
  • Os alunos devem estar na área de lazer coberta às 9 horas para iniciar as atividades letivas.
  • Os alunos devem apresentar-se diariamente com o uniforme escolar. Quando o sino toca os alunos devem formar uma fila com a respetiva turma.
  • Os alunos vão para a sala de aula acompanhados pelo professor respetivo.
  • Os alunos sobem e descem as escadas pelo lado direito.
  • Os alunos conversam calmamente quando se deslocam nas instalações escolares.
  • Os alunos entram na sala de aula de forma rápida e silenciosa, certificando-se que têm todo o equipamento necessário para a aula.
  • O registo de chegada é efetuado às 9h10min. Aos alunos que chegarem após esta hora é marcada falta de atraso.

 

 

Registos

  • O registo deve ser efetuado no início da manhã e novamente no início da tarde.
  • Cada falta deve ser marcada com caneta azul/preta.
  • A ausência justificada deve ser marcada com “J” a vermelho sobre o “0”.
  • O Diretor de Turma deve diferenciar a natureza das faltas (justificadas ou injustificadas).

Intervalos (Horário da equipa que está na área de receção dos alunos)

  • Antes do início do intervalo, os alunos devem ir aos sanitários, embora possam ir durante o intervalo com a autorização do funcionário que os acompanha.
  • No início do intervalo os alunos alinham-se na sala de aula e vão ordenadamente para o recreio coberto.
  • A vigilância dos alunos deve ser cuidadosa e ativa durante todo o intervalo.
  • Os alunos não podem voltar ao segundo andar, sem a permissão do professor acompanhante.
  • Quando se dirigem para a cantina os alunos devem estar alinhados e ser acompanhados por um funcionário.
  • No recreio coberto não se pode consumir alimentos nem bebidas.
  • Se um aluno é ferido durante o intervalo, o funcionário acompanhante não pode abandonar os restantes alunos. Outro aluno deve ser enviado para obter ajuda, se necessário.
  • A escola dispõe de uma caixa de primeiros socorros.
  • Os sapatos são para ser usados sempre na área de jogo, para evitar possíveis lesões, e para ir à casa de banho.
  • Só se pode jogar futebol no campo desportivo exterior.
  • Não é permitido assédio moral (ver secção seguinte sobre Bullying).
  • Não é permitido de modo algum maltratar, lutar, brincar à luta, nem qualquer tipo de comportamento perigoso.
  • Se um professor deu trabalhos para os alunos fazerem durante o intervalo, o trabalho deve ser feito em sala de aula e o professor deve supervisionar, mantendo-se com o aluno até que o trabalho esteja concluído.
  • Nenhum aluno pode ser deixado sem supervisão em qualquer lugar da escola.
  • No final do intervalo, quando o sino toca, os alunos vão ordenadamente e acompanhados pelo respetivo professor para a sala de aula.

 

Na sala de aula

 

  • Os alunos devem ter os materiais necessários para as aulas. Se um aluno não tem o equipamento correto, o professor deve avisar o encarregado de educação do mesmo.
  • Se um aluno não puder realizar a aula de Educação Física o encarregado de educação deve avisar por escrito o respetivo docente. O aluno deverá assistir à aula.
  • Quando os alunos estão a trabalhar individualmente, devem fazê-lo em silêncio, concentrando-se no seu trabalho.
  • Ao trabalhar em pares ou em pequenos grupos, os alunos devem falar calmamente e trabalhar ordeiramente.
  • Na sala de aula, os alunos devem colocar o dedo no ar e esperar pela sua vez para falarem. Não é permitido aos alunos gritarem nas aulas, nem responderem, todos ao mesmo tempo.
  • O professor deve assegurar o bom comportamento dos alunos de modo a não perturbarem as outras turmas.
  • O professor deve começar e terminar as aulas na hora exata e permanecer na sala durante toda a aula.
  • Durante as aulas os alunos devem expressar-se em Inglês, se a aula estiver a ser lecionada em Inglês, ou em Português, se a aula estiver a ser lecionada em Português. Os professores devem estar conscientes desta norma e corrigir qualquer aluno que não intervenha no idioma apropriado.
  • No início de cada aula, (excepto aulas logo após intervalo) os alunos têm um curto espaço de tempo para ir à casa de banho. Durante a aula, só em caso de real necessidade é que os professores devem autorizar a ida aos sanitários.

Almoço

Os encarregados de educação podem optar pelo pagamento do almoço dos educandos na escola ou podem trazer de casa. Se o aluno faltar os encarregados de educação devem contactar a cantina para que se cancele o seu almoço.

  • No final do almoço, os alunos, com a supervisão de um funcionário da escola, devem deixar as mesas limpas e o material arrumado.
  • Início do almoço – os alunos que vão almoçar a casa devem regressar atempadamente às aulas.
  • Fim de almoço – primeiro grupo: nenhum aluno pode brincar antes das 12h30min. Os alunos devem permanecer sentados até às 12h30min; – Segundo grupo: nenhum aluno pode jogar antes das 12h55min. Os alunos devem permanecer sentados até às 12h55min.

 

         Depois das aulas (depois das 17h)

 

  • Os encarregados de educação dos alunos em “Homework Club” devem vir buscá-los até às 18h.
  • Às 17h todos os outros alunos devem esperar na área de recreio coberta, até que os encarregados de educação os venham buscar. Os encarregados de educação deverão recolher os alunos até às 18h no máximo.
  • Os alunos só podem sair da escola acompanhados pelos encarregados de educação, a não ser que a escola tenha sido informada por escrito pelos encarregados de educação que outra pessoa virá recolher os seus educandos. Os encarregados de educação deverão preencher um formulário na secretaria da escola a indicar a data e a hora em que outra pessoa irá recolher o seu educando ou autorizando que o mesmo seja recolhido da escola por uma determinada pessoa. A informação enviada via email é autorizada e por telefone só em caso de emergência.
  • Os alunos mais velhos podem ir para casa sozinhos numa ocasião específica ou por hábito, caso os encarregados de educação dêem consentimento prévio por escrito. O formulário pode ser obtido na secretaria da escola. No entanto, estes alunos devem deixar o recinto escolar às 17h e ir diretos para casa.

 

Funcionamento e Supervisão do Homework Club

  • Todos os dias das 17h às 18h, há o “Homework Club”. Somente alunos cujos encarregados de educação falaram previamente com o responsável pela turma, podem fazer parte do “Homework Club”.
  • Um docente de Inglês será responsável pela supervisão.
  • Após a conclusão dos trabalhos enviados para casa, os alunos devem continuar com as tarefas complementares (matemática, escrita, ortografia e leitura). Nenhuma outra atividade deverá ser levada a cabo.
  • Às 17h55min os alunos devem arrumar os seus materiais e dirigir-se para o recreio coberto.

Considerações Gerais

  • O uniforme escolar deve ser usado todos os dias, incluindo sapatos pretos ou azuis escuros, salvo indicação em contrário, ou quando é o aniversário do aluno.
  • Os ténis não são permitidos, exceto em Educação Física e nos Seniors.
  • Não são permitidas jóias, para além de relógios e brincos curtos.
  • Apenas a farda escolar correta para Educação Física pode ser usada. No entanto, a falta da mesma não é uma razão aceitável para faltar à aula. Os brincos devem ser retirados para as aulas de Educação Física.
  • O aluno só será dispensado de Educação Física se trouxer uma justificação assinada pelo encarregado de educação a explicar a situação ou, se algo ocorreu durante o dia na escola que o impeça de participar na aula.
  • Só mediante atestado médico é que se poderão justificar faltas prolongadas a Educação Física.
  • Os cabelos longos devem ser apanhados.
  • Não há necessidade de os alunos trazerem dinheiro ou brinquedos para a escola, a não ser para exigências específicas, por exemplo para pagar uma viagem escolar. A escola não assume responsabilidade por materiais trazidos pelos alunos.
  • No sentido da promoção de um estilo de vida saudável, os alunos são incentivados a não trazer para a escola refrigerantes, batatas fritas, doces e chocolates, etc.

Recompensas e Sansões

Star Pupil da semana

  • O professor da turma escolhe o “Star Pupil” todas as semanas. Os alunos são informados na sexta-feira à tarde. Recebem um certificado na segunda-feira de manhã às 09h. A participação dos encarregados de educação é bem vinda. Os nomes dos vencedores serão afixadas no placard da escola.
  • Os professores da turma também devem assinar o certificado apropriado no “Pupil’s Record Book”.
  • O reforço positivo – por exemplo: elogio verbal, etiquetas, reconhecimento público, etc – deve ser utilizado sempre que possível.
  • O “Pupil’s Record Book” deve ser usado de forma positiva, bem como por razões negativas mais óbvias.
  • Quando for necessário repreender os alunos, só é permitido gritar em caso de extrema necessidade.
  • O castigo físico nunca deve ser usado.
  • O sarcasmo nunca deve ser usado.
  • Punições apropriadas incluem: conversar sobre o mau comportamento com o docente em causa, perda de um ou mais intervalos, um pedido de desculpas/explicação, textos a serem redigidos em casa e assinados pelo encarregado de educação, e trabalho extra também assinado pelo encarregado de educação. Tais punições devem ser registadas no “Pupil’s Record Book” e assinado pelos encarregados de educação.
  • Incidentes mais graves serão relatados à Principal que atuará em conformidade e informará o professor da ação a ser tomada.

Bullying e ferir intencionalmente os alunos

  • Este tipo de comportamento não é aceitável e deve ser tratado com muita seriedade. Deve ser totalmente erradicado.
  • Tais delitos devem ser comunicados ao professor da turma, em primeira instância, e depois à Principal que os deve resolver.
  • Se este comportamento persistir, os encarregados de educação do aluno serão chamados para uma reunião.
  • Se o aluno reincidir neste tipo de comportamento, aplicar-se-ão, de acordo com a naturezado ato, as medidas disciplinares sancionatórias previstas no artigo 28.º do “Estatuto do Aluno”.

 

Ausências e Atrasos

No dia em que o aluno estiver ausente, os encarregados de educação devem informar a escola o mais cedo possível. Todas as faltas devem ser justificadas no prazo de 5 dias úteis depois de um aluno regressar à escola.

 

  • A ausência não será considerada justificada a não ser que seja preenchido o documento justificativo da falta e entregue na secretaria no prazo de 5 dias.
  • A escola reserva-se o direito de não aceitar a justificação de faltas.
  • O professor da turma assinala todas as ausências justificadas com “J” no registo e, em seguida, apresenta todas as justificações de ausência no perfil individual do aluno.

 

 

 

 

Faltas Justificadas

  • Doença (é necessário ser justificada por um atestado médico, se faltar mais de 2 dias)
  • Ida ao médico – deve ser acompanhada de uma justificação do médico
  • Problemas domésticos inesperados
  • Razões religiosas
  • Reuniões de tribunal
  • Casamentos de família próxima
  • O período imediatamente após a morte, acidente ou doença de um parente próximo
  • Um problema doméstico que cause uma crise séria à casa da família, obrigando a uma mudança de endereço temporário

Faltas Injustificadas

  • Ausência inexplicada
  • Se a criança foi excluída da escola

Faltas do pessoal da escola

Faltas imprevistas

 

  • Se um elemento do pessoal da escola estiver doente deve avisar a Principal o mais rápido possível. No regresso ao trabalho deve preencher o formulário necessário de ausência.
  • Se um elemento do pessoal faltar mais de 3 dias, devido a doença deve apresentar um atestado médico justificando a sua ausência.

 

Faltas pré-organizadas

 

  • Se um elemento do pessoal precisa de estar ausente por um motivo específico deve avisar a Principal.
  • A justificação da ausência deve ser efetuada pelas autoridades competentes.

 

Preparativos para compensar as aulas dos docentes ausentes:

 

  • A Principal diligencia os preparativos “ad hoc” para a supervisão de uma turma cujo professor está ausente devido a circunstâncias imprevistas.
  • Os professores que solicitaram licença deverão deixar os planos de trabalho detalhados para a sua turma. A Principal encaminha para essas turmas um professor que esteja disponível naquele momento.
  • Se um membro da equipa precisa faltar a longo prazo, a Principal providenciará uma pessoa com qualificações apropriadas para cobrir o período de ausência.

Segurança e Proteção

 

  • A porta que dá acesso ao exterior da escola deve estar sempre fechada.
  • Os alunos nunca devem abrir esta porta, mesmo que toquem à campainha.

Incêndio

  • Um simulacro de incêndio será realizado pelo menos uma vez por ano.
  • Quando tocar o alarme ou constantemente a campainha ou apito, significa que há simulacro de incêndio/fogo.
  • Os alunos devem caminhar tranquilamente para fora da escola usando as saídas de emergência mais próximas e avançar para o campo de desporto. O professor deve deixar a sala de aula em último lugar, tendo com ele / ela o registo da turma.
  • Os alunos devem alinhar-se no campo de desporto.
  • Uma vez alinhados no campo desportivo, cada professor da turma deve verificar rapidamente o registo da turma para garantir que todos os alunos que estão na escola naquele dia estão em linha e que ninguém está a faltar.
  • Esta informação deve ser transmitida à Principal.
  • Qualquer membro da equipa que abandona a escola entre as 9h e as 17h deve informar na secretaria para que se saiba a localização dos mesmos em caso de incêndio.

Precauções

  • A escola tem extintores de incêndio adequados, etc.
  • A validade dos extintores de incêndio é verificada todos os anos.
  • Todos os adultos que trabalham na escola devem saber usar os extintores de incêndio.
  • Há alarmes de fumo em todas as salas.

Procedimento de emergência

 

  • No caso de uma emergência por exemplo, grandes inundações, acidente de avião, os alunos e funcionários seguirão o procedimento de evacuação seguida aquando da simulação de incêndio
  • O estado de emergência “Grab Bag” é colocado no escritório que contém números de contacto dos encarregados de educação de todos os alunos, junto com um kit de primeiros socorros e um megafone
  • A Principal e as pessoas por si designadas serão responsáveis por entrar em contacto com todas as famílias

 

 

Os alunos doentes ou gravemente feridos

  • Aos alunos doentes deve ser medida a sua temperatura. Se continuarem a sentir-se mal serão enviados para casa. Se os encarregados de educação não poderem ser contactados, a equipa deve prestar o máximo de apoio e condições de conforto ao aluno.
  • Os adultos devem usar luvas durante o tratamento de cortes e arranhões. Pequenos cortes e hematomas podem ser tratados na escola. Nos hematomas deve ser colocado gelo. No caso, de cortes pequenos e esfoladelas, devem ser lavados cuidadosamente e aplicar um penso sempre que necessário.
  • Um aluno que tem hemorragia nasal deve sentar-se (inclinando-se com a boca aberta) e apertar o nariz, por baixo do osso durante 10 a 15 minutos. Se o sangramento continuar devem ser contactados os encarregados de educação.
  • Sobre possíveis entorses deve ser colocado gelo e o aluno deve permanecer relaxado. Em casos mais graves os encarregados de educação devem ser avisados.
  • Os alunos com uma lesão que requer o uso de muletas não devem ser autorizados a utilizar as escadas para a segurança dos outros. Devem arranjar-se soluções alternativas.
  • Se um aluno colide com a sua cabeça, os encarregados de educação deverão ser informados. Um bloco de gelo deve ser colocado sobre a cabeça imediatamente. Se houver suspeita de que o aluno tem traumatismo, os encarregados de educação deverão ser informados imediatamente. Se for muito grave uma ambulância deve ser chamada e os encarregados de educação deverão ser informados imediatamente.
  • Para os alunos que estão gravemente feridos chama-se uma ambulância devendo os encarregados de educação ser informados imediatamente.
  • O Ben-u-ron pode ser administrado aos alunos com temperaturas muito elevadas ou em caso de dor, desde que os encarregados de educação dêem o seu consentimento. Uma lista com o nome dos alunos cujos encarregados de educação não deram permissão está na caixa de primeiros socorros.
  • No caso de um medicamento receitado pelo médico deverá ser entregue na escola uma cópia da receita médica.
  • Medicação a longo prazo, como a Ritalina, também pode ser administrada pela escola, mas só quando os encarregados de educação informarem por escrito a escola com as instruções específicas e uma fotocópia da prescrição do médico.

Reuniões de Encarregados de Educação

 

  • O contacto escola-casa é de vital importância e a cooperação mutua entre o lar e a escola deve ser alimentada sempre que possível.
  • O propósito das reuniões de encarregados de educação é para discutir mutuamente os progressos e os conhecimentos de cada aluno.
  • Reuniões individuais entre professores do aluno, a Principal e os encarregados de educação serão em outubro. Se os encarregados de educação pretenderem mais reuniões, ou se os professores sentirem necessidade poderão organizá-las.
  • O calendário para as reuniões de encarregados de educação e professores deve constar no local apropriado de informação aos encarregados de educação e também dadas a conhecer a cada um dos professores em causa.
  • Além disso, cada professor estará disponível numa altura específica do seu horário para receber os encarregados de educação que devem contactar a escola para marcar uma reunião.

Outras Reuniões

Reuniões da equipa

  • Realizam-se reuniões da equipa uma vez por semana.
  • A ordem de trabalhos será preparada com antecedência pelo Grupo.
  • Os docentes devem falar com a Direção com antecedência se pretenderem incluir qualquer assunto na ordem de trabalhos.
  • É efetuada a ata resumo da reunião que constará no livro de atas.

Reunião do Conselho de Alunos

  • Dois representantes de cada turma (a partir do Junior 3) reúnem-se com o representante dos professores (que pode ou não ser o Diretor de Turma), duas vezes por trimestre.
  • O objetivo do Conselho de Alunos é debater as suas próprias ideias e sugestões ou as dos colegas.
  • Uma ata em forma de sumário será afixada no placard dos alunos e arquivada.

Visitas de estudo

  • Uma carta deve ser enviada com antecedência aos encarregados de educação sempre que uma visita de estudo é planeada.
  • Modelos de cartas, com cupões para os encarregados de educação assinarem, podem ser solicitados à secretaria da escola.
  • No dia da visita de estudo somente os alunos que entregarem a autorização assinada pelos encarregados de educação (e que procederem ao respetivo pagamento da visita de estudo, quando é necessário pagar) poderão ir à visita de estudo.
  • Os pagamentos e papéis assinados deverão ser entregues na secretaria.
  • No pré-escolar e 1º ciclo, os alunos são acompanhados pela educadora ou professora titular da turma e por uma assistente operacional; no 2º ciclo do ensino básico, o número de professores acompanhantes deverá ser de 1 professor por cada 10 alunos; no 3º ciclo deverá haver 1 professor por cada 15 alunos.

 

 

 

Eventos Públicos

 

“School Carol Concert”

 

É realizado perto do final do primeiro trimestre, às 17h30min, num hotel de cinco estrelas.

 

Desfile de Carnaval

 

Acontece na manhã de sexta-feira antes da interrupção do Carnaval.

 

“Sport’s Day”

 

Acontece na última sexta-feira à tarde do segundo trimestre.

 

Celebrações do dia Internacional da Família: 15 de maio

Celebração de Final de ano: “Open Day”

Tem lugar no sábado de manhã antes do final do terceiro trimestre e consiste numa peça de teatro/espetáculo organizada pelos alunos da escola.

Dia da Graduação: “Graduation Day”

Realiza-se na tarde do penúltimo dia do último trimestre aberto a todos os alunos e encarregados de educação interessados​​.

 

 

Creche, Infants and Reception

 

  • Os alunos são encorajados a deixar de usar fralda.
  • Nos primeiros dias de escola, os alunos podem trazer o seu brinquedo favorito para ajudar na adaptação. No entanto, uma vez que a criança já esteja integrada na escola, não deve trazer brinquedos de casa.
  • A escola não se responsabiliza por brinquedos extraviados ou partidos.
  • Os “tesouros” pessoais do aluno devem ficar em casa, mas no dia que jogarem ao “Mostra e Diz” podem trazê-los para a escola e devem ser cuidados pelo professor.
  • Os encarregados de educação devem certificar-se de que os seus educandos têm peças de roupa de reserva na escola, para o caso de acontecer um acidente.
  • Se uma criança se molhar ou sujar o adulto responsável deverá usar luvas de borracha e limpar a criança e, se necessário, dar-lhe banho.
  • Se houver tempo antes do final do dia escolar, as roupas sujas devem ser lavadas na escola. Se não houver tempo suficiente, devem ser colocadas em sacos plástico e entregue aos encarregados de educação quando vierem buscar o seu educando.

Anexo 2

 

Diagrama de saída em caso de incêndio do piso 0

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Diagrama de saída de incêndio do piso 1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Diagrama de saída de incêndio do piso 3

:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Diagrama de saída de incêndio do edifício: